Micro e pequenas contrataram 60% mais do que médias e grandes empresas

0

Constatação foi feita pelo Sebrae, que ainda indicou qual faixa etária concentrou o maior número de contratações.

De acordo com um levantamento feito pelo Sebrae, usado como base os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério do Trabalho, as Micro e Pequenas Empresas (MPEs) contrataram 60% mais trabalhadores do que as médias e grandes empresas, em 2016.

MEI, Empreendedorismo, Startups, Novos Negócios, Contratação, Emprego, Micro e Pequenas

Ao todo, as MPEs admitiram 9 milhões de pessoas no ano passado, enquanto que as companhias de médio e grande porte contrataram 5,7 milhões novos empregados.

Para o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, há uma explicação para o fato de a maior parte das contratações vir de empresas menores. “O desemprego na grande empresa não é só conjuntural, é estrutural. As grandes empresas estão eliminando postos de trabalho, usando mais automação. A pequena empresa não tem tanta tecnologia, além de ter grande presença no setor de serviços [que usa mais mão de obra“, afirma.

Já o economista Gilberto Braga, professor da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas Ibmec, aponta a recessão financeira do país como principal fator para esse cenário.

MEI, Empreendedorismo, Startups, Novos Negócios, Contratação, Emprego, Micro e Pequenas

O ambiente de crise empurra muitos profissionais de empregos tradicionais para se tornarem empreendedores. Essas pessoas, que perderam empregos formais, acabam abrindo a própria pequena empresa e, consequentemente, contratando outras pessoas. É um fenômeno comum“, destaca.  

Por faixa etária

MEI, Empreendedorismo, Startups, Novos Negócios, Contratação, Emprego, Micro e PequenasSegundo o estudo do Sebrae, foi possível verificar também que as micro e pequenas empresas fizeram mais contratações em todas as faixas etárias. Porém, a maior parcela esteve concentrada na faixa de 25 a 39 anos. Nesse grupo, as empresas de menor porte contrataram 4,3 milhões, contra 2,7 milhões das médias e grandes (59,2% a mais).

Em seguida, os trabalhadores com menos de 24 anos foram os mais requisitados: 2,8 milhões de contratações nas micro e pequenas empresas, e 1,8 milhões nas médias e grandes.

Preferência pelos mais novos

MEI, Empreendedorismo, Startups, Novos Negócios, Contratação, Emprego, Micro e PequenasPor fim, a análise feita pelo Sebrae constatou que todas as empresas, sejam elas de pequeno ou de grande porte, dão preferência pela contratação de pessoas mais novas.

Isso porque a maioria dos contratados nos dois tipos de empresa tem entre 25 e 39 anos. Entre as micro e pequenas companhias, 47,5% das pessoas contratadas em 2016 estavam nessa faixa etária. Já entre as médias e grandes, 47,4%.

Em contrapartida, os trabalhadores com 65 anos ou mais representaram uma parcela minúscula das contratações no ano passado: 0,3% (micro e pequenas empresas) e 0,2% (médias e grandes). 

O presidente do Sebrae também tem uma explicação para o interesse maior das empresas de pequeno porte por funcionários mais jovens.

Uma empresa grande quer alguém que ela não tenha que treinar. Ela quer o mais qualificado. Na pequena empresa, o funcionário vira auxiliar de caixa, depois gerente, vai fazendo a carreirinha dele”, exemplifica Domingos.MEI, Empreendedorismo, Startups, Novos Negócios, Contratação, Emprego, Micro e Pequenas

Por sua vez, o economista Gilberto Braga aponta os profissionais mais jovens costumam trazer um menor impacto financeiro para as empresas menores, que não contam com tanto dinheiro para investir em trabalhadores mais caros.

Outra justificativa citada por Braga é a viabilidade de treinamento.

Pelo fato de você ter nas micro e pequenas empresas, normalmente, um dono que participa da gestão, o aprendizado se dá de forma muito mais rápida que na grande, onde você precisa de um treinamento formal“.

Compartilhar

Sobre o autor

Guilherme Uchoa

Integrante do Núcleo de Comunicação do Grupo Skill. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, e pós-graduado em: Apuração e Produção de Reportagem; Criação e Edição do Texto Jornalístico para Diferentes Mídias; Jornalismo Cultural; Teoria da Comunicação; Comunicação, Redes Sociais e Cibercultura; e Comunicação, Globalização e Cultura da Imagem.

Os comentários estão fechado.