Ranking coloca o Brasil como 2º país com maior complexidade financeira do mundo

0

Estudo analisou 94 nações quanto à dificuldade para manter os tributos em dia.

Pagamento de Tributos, Ranking, Posição do Brasil, Economia, Política

Segundo o Índice de Complexidade Financeira de 2017, divulgado pela TMF Group, o Brasil é o 2º país com maior complexidade para cumprir com obrigações contábeis e fiscais. Isso significa que estamos entre os locais mais difíceis para as empresas manterem suas contas e o pagamento de tributos em ordem.

A relação conta com 94 nações e a frente do Brasil encontra-se apenas a Turquia. O terceiro lugar desse ranking é ocupado pela Itália.

Segundo a jornalista e especialista em economia e política, Thais Herédia, “cumprir as leis tributárias nas três esferas – federal, estadual e municipal; manter as obrigações em dia e evitar ser pego num erro irrelevante – mas que pode sair custoso – são os desafios diários dos empresários brasileiros”.

É preciso incluir no projeto e no orçamento das companhias um departamento exclusivo para cuidar dos detalhes perversos do sistema nacional. E isto é custo na veia da economia”, prossegue.

A jornalista possui um blog dentro do portal G1 que aborda temas econômicos, e falou com o diretor da TMF Group Brasil, Marco Sottovia. De acordo com ele, ser o segundo país mais complexo do mundo faz com que investidores percam o interesse no Brasil.

Isso não facilita em nada a vida das empresas e afeta muito a competitividade da economia. Sermos o segundo país do mundo, o mais complexo das américas, afasta o investidor. Quem vai investir aqui leva isso em consideração e pode escolher outro lugar. Não é só da questão da crise politica e da economia”, analisou.

Piora constante

Em seu blog, a especialista afirmou ainda que a posição do Brasil no ranking está piorando, ou seja, subindo ao longo dos últimos anos.

E Sottovia conferiu uma explicação para esse cenário.

Nós pioramos por dois aspectos. O primeiro é que incluímos na metodologia a área contábil, que tem muitas obrigações assessórias e dificulta a vida do empresário. Segundo, e principalmente, pela quantidade de mudanças que temos na legislação.  Quanto mais ela muda, mais o ambiente piora e não há previsibilidade. Isso também afeta as obrigações e piora a complexidade”.

Top 10

Além de Turquia, Brasil e Itália, as 10 primeiras posições do ranking foram ocupadas por Grécia (4º), Vietnã (5º), Colômbia (6º), China (7º), Bélgica (8º), Argentina (9º) e Índia (10º).

Compartilhar

Sobre o autor

Guilherme Uchoa

Integrante do Núcleo de Comunicação do Grupo Skill. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, e pós-graduado em: Apuração e Produção de Reportagem; Criação e Edição do Texto Jornalístico para Diferentes Mídias; Jornalismo Cultural; Teoria da Comunicação; Comunicação, Redes Sociais e Cibercultura; e Comunicação, Globalização e Cultura da Imagem.

Deixe um comentário