Poupança: Mais da metade dos brasileiros tirou dinheiro de aplicação, diz indicador

0

Estudo também verificou que pagar contas da casa foi o principal motivo para a retirada de valores da poupança.

De acordo com o Indicador de Reserva Financeira, do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), mais da metade dos brasileiros (55%) que tinham dinheiro guardado em poupança resgataram valores para quitar despesas.

O estudo constatou que, desse grupo, 13% retiraram dinheiro de suas cadernetas para acertar contas da casa; 11% por conta de despesas imprevistas; e 9% por causa de despesas extras. Além disso, 4% dos entrevistados afirmaram retirar verbas de suas poupanças para pagar viagens, enquanto que outros 4% o fizeram para comprar um imóvel.poupança guradar dinheiro reserva financeira despesas brasileiros

Além disso, o indicador mostrou que, em março, a quantidade de brasileiros que não contam com nenhuma reserva financeira aumentou: 65% contra 60% registrado em fevereiro.

Por outro lado, a pesquisa verificou que houve uma pequena redução na parcela da população que não conseguiu guardar dinheiro. Enquanto que em fevereiro 80% das pessoas não havia conseguido economizar algum valor, em março esse grupo caiu para 76%.

Apesar disso, ainda se trata de um grupo bem maior do que o registrado em janeiro, quando 62% da população não havia conseguido guardar dinheiro.

A economista-chefe do SPC Brasil, Marcela Kawauti, enumerou os motivos que torna difícil a tarefa de guardar dinheiro hoje em dia.

O desafio de boa parte das famílias é superar a queda de renda decorrente do aumento do desemprego e do avanço recente da inflação, que corroeu o poder de compra do consumidor”.

 

poupança guradar dinheiro reserva financeira despesas brasileiros

 

Compra da casa própria

poupança guradar dinheiro reserva financeira despesas brasileiros

Entre os quase 20% dos entrevistados que afirmou ter conseguido guardar algum valor em março, a maioria (64%) disse optar pela caderneta de poupança para isso. Outros 10% citaram os fundos de investimento, enquanto que 7% apontou a previdência privada. Ainda foram citados o CDB e o Tesouro Direto por 6% e 4% dos entrevistados, respectivamente.

O principal objetivo de se manter uma poupança, que foi apontada por 20% dessas pessoas, é a compra de uma casa própria. Já 14% alegou que a poupança foi feita pensando na aposentadoria.

 

Por renda

poupança guradar dinheiro reserva financeira despesas brasileirosO indicador ainda apontou que o hábito de poupar se faz mais presente entre as classes A e B: 37% das pessoas dessas classes sociais poupam dinheiro. Entre a população das classes C, D e E, entretanto, essa parcela é de apenas 13%.

A pesquisa da CNDL e do SPC Brasil começou em dezembro de 2016 e foi realizada em 11 capitais de todas as cinco regiões do país, além do Distrito Federal. As cidades foram: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Curitiba, Recife, Salvador, Fortaleza, Goiânia, Manaus e Belém.

 Ao todo, foram entrevistadas 800 pessoas, de ambos os sexos, com no mínimo 18 anos e de todas as classes sociais.

Compartilhar

Sobre o autor

Guilherme Uchoa

Integrante do Núcleo de Comunicação do Grupo Skill. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, e pós-graduado em: Apuração e Produção de Reportagem; Criação e Edição do Texto Jornalístico para Diferentes Mídias; Jornalismo Cultural; Teoria da Comunicação; Comunicação, Redes Sociais e Cibercultura; e Comunicação, Globalização e Cultura da Imagem.

Os comentários estão fechado.