8 em cada 10 carrinhos gerados na Black Friday foram abandonados antes da compra, aponta estudo

0

Dificuldade de navegação e até valor de frete foram apontados como justificativas.

Segundo um estudo, o número de “carrinhos” gerados em sites de compras e abandonados sem a finalização do pedido cresceu na comparação entre o Black Friday de 2016 e 2017.

black friday, carrinho de compras, pedidos online, e-commerce, lojas online, consumidor

Enquanto que no ano passado isso ocorreu em 78,2% dos casos, este ano subiu para 81,2%.

Essa conclusão foi obtida pelo estudo E-commerce Radar Black Friday 2017, que levou em conta os dados de vendas de mais de mil lojas virtuais.

Navegação complicada

Mas o que explica o fato de que, durante o Black Friday, mais de 8 em cada 10 pedidos foram abandonados antes de serem finalizados?

De acordo com a pesquisa, o principal culpado apontado pelos usuários que desistiram de alguma compra foi a dificuldade para navegar nas lojas virtuais.

Outros fatores, como a solicitação de informações desnecessárias e exigência de preenchimento de cadastros muito extensos, também são apontados pelo estudo como inibidores do consumidor online.

Além disso, em alguns portais o layout para smartphones pode ter uma apresentação confusa, dificultando, inclusive, encontrar o botão para finalizar o pedido.

E quem pensa que esse tipo de problema afeta apenas uma pequena parcela dos consumidores virtuais não poderia estar mais enganado.

Para se ter noção, a parcela de compras feitas por meio de celulares aumentou de 23,2%, em 2016, para 32,5% em 2017. A constatação também foi feita pelo estudo E-commerce Radar Black Friday 2017.

Menos tempo em frente à tela

Outra constatação apresentada no estudo é de que o tempo de navegação dos consumidores durante a Black Friday deste ano também caiu quando comparado com 2016. De 2 minutos e 31 segundos para 2 minutos e 12 segundos. Isso representa uma redução de 8,3%.

Frete caro

Ainda segundo o estudo, o alto custo do frete teve grande influencia para a maioria dos consumidores que abandonaram seus carrinhos.

Apesar disso, houve um aumento de 3,3% em comparação a 2016 no número de pedidos realizados na Black Friday que tiveram frete grátis: 36,2% do total.

Compartilhar

Sobre o autor

Guilherme Uchoa

Integrante do Núcleo de Comunicação do Grupo Skill. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, e pós-graduado em: Apuração e Produção de Reportagem; Criação e Edição do Texto Jornalístico para Diferentes Mídias; Jornalismo Cultural; Teoria da Comunicação; Comunicação, Redes Sociais e Cibercultura; e Comunicação, Globalização e Cultura da Imagem.

Deixe um comentário