Com quase 2 mil horas, Brasil é o país onde as empresas mais demoram para pagar impostos

0

Apesar de conseguir reduzir o tempo necessário para quitar as obrigações tributárias, diferença para demais países do ranking ainda é gritante.

De acordo com o relatório Doing Business 2018, produzido pelo Banco Mundial, o Brasil segue como o país onde mais se gasta tempo para pagar impostos.

impostos, obrigações tributárias, Brasil, Doing Business 2018, economia

O levantamento, que é feito com 190 nações de todo o mundo, concluiu que por aqui são necessários quase 2 mil horas por ano para as empresas quitarem todas as suas obrigações tributárias. Para ser mais exato, são precisas 1.958 horas ao ano para isso, enquanto que na Bolívia, primeiro país acima do Brasil nesse quesito, são necessários 1.025 horas/ ano.

O número registrado no Brasil representa quase seis vezes mais do que a média verificada nos países da América Latina e Caribe, de 332 horas por ano.

Já quando analisada a média dos países de alta renda integrantes da OCDE, a diferença é ainda mais assustadora: 160,7 horas/ ano. Ou seja, 12 vezes menos do que o necessário para as empresas brasileiras

O economista Otaviano Canuto, representante do Brasil no Banco Mundial, apresentou dois reflexos da péssima colocação brasileira no ranking.

A má qualidade do Doing Business significa duas coisas. Primeiro, desperdício e produtividade menor do que a que poderia ser alcançada, porque mão-de-obra e recursos materiais das empresas são usados em coisas que não agregam valor“, afirma.

Segundo, um ambiente de negócios ruim também desfavorece a competição. As empresas que já estão instaladas, que já jogam o custo de fazer negócio no Brasil no preço, têm condições de se defender em relação a desafiantes, a contestadores“, prossegue. 

Pequena melhora

Mesmo sendo – de longe – o pior país no que diz respeito ao tempo para pagar impostos, o Brasil conseguiu reduzir em 80 horas o resultado registrado pelo mesmo estudo em 2016.

Apesar disso, o abismo entre o Brasil e seus vizinhos ainda é enorme. Para se ter noção, são necessárias 239 horas por ano para as empresas da Colombina acertarem todas as suas obrigações tributárias. Já no Chile, 291 horas.

Ambiente de negócios

O relatório Doing Business 2018 ainda apontou que o Brasil perdeu duas posições no ranking que analisa o ambiente de negócios. Do 123º lugar de 2016, caiu para a 125ª posição, entre as 190 nações estudadas. 

Compartilhar

Sobre o autor

Guilherme Uchoa

Integrante do Núcleo de Comunicação do Grupo Skill. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, e pós-graduado em: Apuração e Produção de Reportagem; Criação e Edição do Texto Jornalístico para Diferentes Mídias; Jornalismo Cultural; Teoria da Comunicação; Comunicação, Redes Sociais e Cibercultura; e Comunicação, Globalização e Cultura da Imagem.

Deixe um comentário