Brasil perde duas posições e ocupa 125º lugar na relação de melhores ambientes de negócios.

0

Todos os sócios do Mercosul e parceiros no Brics estão à frente do Brasil na classificação.

O Brasil perdeu duas posições no ranking sobre ambientes de negócios. Agora, o país ocupa a 125º de uma relação de 190 nações.

negócios, ambientes de negócios, ranking, Brasil, Doing Business, gestão empresarial

O relatório foi produzido pelo Banco Mundial e, entre os itens avaliados estão comércio exterior, acesso a crédito, solução de falências e o número de dias gastos na abertura de firmas e no pagamento de impostos.

Também são avaliados comércio exterior, acesso a crédito, solução de falências e concordatas e implementação de contratos.

Para explicar essa baixa colocação, alguns fatores são apontados, como excesso de burocracia e lentidão na aprovação de reformas microeconômicas.

Além disso, de acordo com o economista Otaviano Canuto, representante do Brasil no Banco Mundial, o sistema federativo e o “capitalismo de compadrio” contribuem para a má avaliação, uma vez que “criam dificuldades para colher facilidades“.

Melhorias no ambiente de negócios

O especialista ainda explicou que algumas das mudanças de aperfeiçoamento no ambiente de negócios no Brasil ainda não se refletiram no ranking, uma vez que foram adotadas quase no final do período de pesquisa.

São os casos da redução no número de dias abertura de empresas nas cidades de São Paulo e no Rio de Janeiro e a simplificação na obtenção de licenças para construção no Rio de Janeiro.

Ficando para trás

Todos os sócios do Brasil no Mercosul e todos os seus parceiros no Brics (que conta com Rússia, Índia, China e África do Sul) estão à frente na classificação do Doing Business – relatório anual que mede o impacto de regulações e da burocracia no funcionamento das empresas.

À frente do Brasil ainda estão, por exemplo, países como Albânia, Botswana, Marrocos, Nepal e Namíbia.

Compartilhar

Sobre o autor

Guilherme Uchoa

Integrante do Núcleo de Comunicação do Grupo Skill. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, e pós-graduado em: Apuração e Produção de Reportagem; Criação e Edição do Texto Jornalístico para Diferentes Mídias; Jornalismo Cultural; Teoria da Comunicação; Comunicação, Redes Sociais e Cibercultura; e Comunicação, Globalização e Cultura da Imagem.

Deixe um comentário