Brasileiros empreendem em busca de autonomia e renda própria, afirma pesquisa

0

Ao contrário do que muitos acreditam, a maioria dos empreendimentos no país não surgem por necessidade.

Uma pesquisa verificou que somente 3% dos empreendedores pretende vender a empresa que fundaram.

empreender, brasileiros empreendedores, empreendedorismo, renda própria, novos negócios, autonomia

Além disso, foi verificado que a maioria dos brasileiros tem a autonomia e a busca por uma renda própria como principais motivos para empreender.

O estudo foi realizado pela MindMiners, uma startup de pesquisas, em parceria com o PayPal. Para isso, foram entrevistadas 600 pessoas, sendo 300 donos de negócio e 300 que almejam empreender futuramente. Esse grupo foi selecionado a partir de uma amostragem de 400 mil brasileiros cadastrados na base de dados da startup.

Um dos pontos que mais chamou a atenção é o fato de que, ao contrário do que se pensa, a maioria dos brasileiros não empreende por necessidade.

Como citado anteriormente, a busca por um empreendimento é motivado mais pela busca por uma fonte de renda própria e por autonomia.

B2B

De acordo com a pesquisa, entre os 300 entrevistados que já possuem um negócio, a maioria atua no modelo B2B.

Trata-se do modelo empresarial em que são oferecidos produtos ou serviços direto ao consumidor.

Além disso, verificou-se que a maior parte dos entrevistados desse grupo já possuía experiência no setor onde atua.

Já quando questionados sobre as principais dificuldades enfrentadas no dia a dia, os donos de empreendimentos apontaram os problemas burocráticos e operacionais que envolvem seus negócios.

Poucos olhos voltados para o exterior

Segundo o gerente do Sebrae, Gustavo Carrer Azevedo, uma das constatações feitas pela pesquisa que mais chamaram a atenção é de que somente 3% dos empreendedores participantes afirmaram estar procurando oportunidades de negócio fora do Brasil.

Em um momento de crise, seria natural as empresas estivessem pensando em exportação, mas não é o que vemos acontecer. Ainda é algo restrito às grandes companhias“, afirma.

Discutindo a ideia

Por sua vez 65% dos entrevistados que ainda pretendem empreender afirmaram já ter uma ideia de modelo de negócio. Entre eles, 20% diz almejar atuar no setor de tecnologia.

Apesar disso, esses futuros empreendedores não estão procurando ajuda especializada, uma vez que apenas uma pequena parte afirmou que discute o assunto com outros empreendedores, mentores ou entidades especializadas. Por outro lado, 73% disse conversar sobre a ideia de negócio com amigos e familiares.

Por fim, o levantamento feito pela startup descobriu que o maior dilema enfrentado pelos futuros donos de negócios é escolher um nome e uma boa definição para a marca que desejam criar.

O medo de não dar certo é o maior entrave para essas pessoas se tornarem empreendedores“, diz Danielle Almeida, gerente de marketing da MindMiners.

Compartilhar

Sobre o autor

Guilherme Uchoa

Integrante do Núcleo de Comunicação do Grupo Skill. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, e pós-graduado em: Apuração e Produção de Reportagem; Criação e Edição do Texto Jornalístico para Diferentes Mídias; Jornalismo Cultural; Teoria da Comunicação; Comunicação, Redes Sociais e Cibercultura; e Comunicação, Globalização e Cultura da Imagem.

Deixe um comentário