Receita arrecada R$ 1,34 trilhão em 2017. RERCT e PERT são principais responsáveis

0

Em dezembro de 2017, a arrecadação total das Receitas Federais atingiu o valor de R$ 137.842 milhões.

Em Receita Federal arrecadou R$ 1,34 trilhão em 2017, segundo divulgado em seu site oficial.

“O resultado da arrecadação de 2017 foi bastante positivo”, garantiu o chefe do Centro de Estudos Tributários e Aduaneiros da Receita Federal, auditor-fiscal Claudemir Malaquias.

“Excluindo-se os fatores não recorrentes e as modificações legislativas, houve um incremento de 1 ponto percentual em relação a 2016. Esse resultado reflete o início da recuperação da atividade econômica e a atuação da Administração Tributária, sobretudo em razão do empenho do órgão na atividade de Cobrança Administrativa Especial e do Monitoramento dos Maiores Contribuintes. Após o longo período recessivo, 2017 é o primeiro ano em que a arrecadação apresenta recuperação em relação ao período anterior, analisa.

Ainda de acordo com o balanço do órgão, a arrecadação total das Receitas Federais atingiu, em dezembro de 2017, o valor de R$ 137.842 milhões. Já no período acumulado de janeiro a dezembro de 2017, a arrecadação registrou o valor de R$ 1.342.408 milhões.

No caso das Receitas Administradas pela RFB, o valor arrecadado no último mês de 2017 foi de R$ 135.591 milhões, enquanto que, no período acumulado de janeiro a dezembro de 2017, o montante chegou a R$ 1.305.463 milhões.

Programas de regularização e de parcelamento

A nota divulgada pela Receita também apresenta qual foi o principal fator para a arrecadação registrada no ano passado: o Regime Especial de Regularização Cambial e Tributária (RERCT).

O órgão aponta que o regime foi responsável pela arrecadação de cerca de R$ 46 bilhões.

“Por outro lado, em 2017, verificou-se, também, a ocorrência de arrecadação extraordinária, porém em menor escala, relativa aos parcelamentos especiais (PRT/PERT), bem assim, acréscimo de arrecadação da Cofins/PIS, em razão da elevação de alíquotas sobre combustíveis (gasolina e diesel)”, explica a Receita.

Excluindo-se os efeitos desses fatores, a arrecadação das receitas administradas pela RFB, registra um crescimento real de 0,32%, em dezembro/17, e de 1,0% no período acumulado de janeiro a dezembro de 2017”, completa.

Para acessar a apresentação da arrecadação feita pela Receita Federal, clique aqui.

Compartilhar

Sobre o autor

Guilherme Uchoa

Integrante do Núcleo de Comunicação do Grupo Skill. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, e pós-graduado em: Apuração e Produção de Reportagem; Criação e Edição do Texto Jornalístico para Diferentes Mídias; Jornalismo Cultural; Teoria da Comunicação; Comunicação, Redes Sociais e Cibercultura; e Comunicação, Globalização e Cultura da Imagem.

Os comentários estão fechado.