Após sete meses de queda, outubro registra aumento no número de inadimplentes

0

Especialistas, entretanto, apontam que indicador deve se manter estável.

De acordo com dados do indicador do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), o número de brasileiros inadimplentes voltou a crescer depois de sete meses de quedas.

inadimplentes, consumidores inadimplentes, consumo, CNDL, SPC Brasil, brasileiros devedores

 

Apesar disso, o aumento registrado em outubro de pessoas com contas em atraso e registrados nos cadastros de devedores não foi acentuado: apenas 0,5% a mais do que o contabilizado em setembro.

Já quando comparado com outubro de 2016, o aumento se deu em uma proporção ainda menor – 0,20%. 

Ainda de acordo com o SPC Brasil e a CNDL, o mês de outubro de 2017 terminou com uma marca de 59,3 milhões de brasileiros com alguma conta em atraso. Isso significa que uma em cada quatro pessoas (39%) com idade entre 18 e 95 anos possui está endividada.

Males que vem para o bem

Esse grupo, por conta das dívidas, esta com o CPF restrito para contratar crédito ou fazer compras parceladas.

Apesar disso, conforme explica presidente da CNDL, Honório Pinheiro, essa restrição ajuda a manter estabilizado o número de endividados.

A estimativa tem se mantido estável desde o início de 2016. Por um lado, as dificuldades do cenário recessivo fazem crescer o número de devedores; e, por outro, a maior restrição do crédito e a queda na propensão do consumo agem na direção contrária, limitando a tomada de crédito e o crescimento da inadimplência“.

Já para Marcela Kawauti, economista-chefe do SPC Brasil, essa estabilidade deverá permanecer ao longo dos próximos meses.

Por região

Quando analisado por regiões, o Sudeste é onde está localizada a maior parcela de consumidores com dívidas. Ao todo, são 24,34 milhões, ou seja, pouco mais de 41% do total de inadimplentes do país. Esse número também representa 37% de todos os consumidores que residem nos quatro estados que compõem a região.

Em seguida, figura o Nordeste, com 16,53 milhões de negativados. Nesse caso, esse número representa 41% da população adulta da região. O Sul, por sua vez, conta com 8,04 milhões de inadimplentes (36% da população adulta).

Por fim, a região Norte (5,42 milhões de devedores, 46% de sua população adulta) e o Centro-Oeste (5,01 milhões de inadimplentes – 43% da população local) completam a relação.

Compartilhar

Sobre o autor

Guilherme Uchoa

Integrante do Núcleo de Comunicação do Grupo Skill. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, e pós-graduado em: Apuração e Produção de Reportagem; Criação e Edição do Texto Jornalístico para Diferentes Mídias; Jornalismo Cultural; Teoria da Comunicação; Comunicação, Redes Sociais e Cibercultura; e Comunicação, Globalização e Cultura da Imagem.

Os comentários estão fechado.