Por que Odeio o Sped?

3

Meu Amigo Onofre me repreendeu: “Marco você não pode falar que odeia o Sped, pois ele gera negócios para suas empresas e você é um dos profissionais que mais entende desse assunto no pais, e, portanto, não pode odiar o assunto que você mais acompanha e estuda”.

O Onofre me fez refletir. Como sempre.

Mas concluí que continuo odiando o Sped.

Por que?

Porque ele é absurdo. Porque é burro. Porque é ilógico.

Eu sei que ele não é culpado de ser como é, mas sim seus criadores, mas a criatura monstruosa podia se rebelar contra seus criadores e devorá-los.

Deixando para lá esses meus desejos secretos, passo a explicar porque acho o Sped um absurdo (antes que o Onofre me repreenda novamente).

Todos sabem que a sonegação no Brasil era (ou ainda é) enorme.

Quando constitui a Skill em 1979 fui rotulado como um “louco” pois só aceitei, desde o princípio, trabalhar com clientes que queriam se regularizar totalmente.

Foi um começo difícil. Na década de 80 a Receita Federal estimava que a sonegação beirava 90% do PIB (hoje a FGV estima que está em 16,8%).  Mas o tempo nos trouxe reconhecimento e mais clientes com os mesmos princípios.

Assim, o conceito da governança corporativa está conosco desde o inicio. Entendemos que todos devem pagar os impostos. Com planejamento  mas sem sonegação.

frank

 

Partindo desse principio, o Sped seria bem vindo. Mas transformaram uma ferramenta fiscalizadora em uma arma arrecadadora.

 

Pior: transferiram para o contribuinte todo o trabalho de apuração, arrecadação e controle.

 

É um Absurdo!

O Banco Mundial colocou o Brasil no último lugar entre todos os países no mundo no quesito “horas gastas para apuração dos impostos pelas empresas”. Cada empresa no Brasil gastava, em 2011, 2.600 horas por ano para apurar seus impostos. Um Absurdo.

 

Hoje, com o Sped Contribuições, devemos gastar mais de 3.000 horas. Um horror.

Imagine: se você for abrir uma pizzaria, a primeira coisa a fazer é encontrar 3 funcionários para atender as obrigações tributarias, e só depois um pizzaiolo. Isso não é estúpido?

Temos mais de 80 tributos. Temos 27 Estados que preferem legislar diferentemente. Temos 5.500 municípios que, por não terem também um comando nacional, legislam por conta própria.

A solução? Imposto Único. Mas isso falaremos depois, pois agora resta-me desejar que o Sped copie literalmente o que seu irmão primogênito, Frankenstein, fez: Extermine seu Criador.

 

 

 

Marco Antonio Pinto de Faria

Bacharel em Ciências Contábeis, Administrador de Empresas, Auditor, Presidente e Fundador do Grupo SKILL composto por empresas atuantes no mercado há 34 anos, oferecendo serviços de Consultoria
Tributária, Contabilidade e Tecnologia da Informação. Integrante do IBRACON – Instituto dos Auditores Independentes do Brasil.

Compartilhar

Sobre o autor

Equipe Skill

Desde 1979 a nossa missão é oferecer aos nossos clientes o mais alto nível de excelência na prestação de serviços, apresentando resultados, soluções e planejamento com profissionalismo, qualidade, precisão e ética. Nossos escritórios oferecem o suporte necessário para que a equipe de profissionais SKILL atue em todas as regiões do Brasil, o que torna nossa organização capaz de atender às necessidades específicas de cada cliente, oferecendo os serviços consultoria, contabilidade e tecnologia da informação.

3 Comentários

  1. guilherme jabur em

    FINALMENTE VEJO ALGUÉM FALAR A VERDADE, A GRANDE MAIORIA PUXA SACO DO GOVERNO ACEITA TUDO. DAQUI A POUCO ELES FAZEM UMA LEI QUE A GENTE TEM DE TER RELAÇÕES SEXUAIS ORAIS COM OS FISCAIS DA RECEITA FEDERAL …
    INFELIZMENTE A NOSSA CLASSE CONTÁBIL MANDA POUCO. ACEITA TUDO, OS EMPRESÁRIOS IDEM, SÃO ASSALTADOS A TORTA E A DIREITA, POR CIMA E POR BAIXO DO SUL AO NORTE E PAGAM OS IMPOSTOS PARA TEREM SEGURANÇA E NÃO CONSEGUEM. É O VELHO DITADO DOIS PESOS E DUAS MEDIDAS…
    SE FOSSE DESCONTADO PELO MENOS UMA PORCENTAGEM DO ROUBO ASSALTO NA LOJA E O GOVERNO PAGASSE POR INCOMPETÊNCIA AI FARIAM COISAS FÁCEIS…
    O SPED SOCIAL ENTÃO NÃO PRESTA. DEVERIA FAZER UM PROGRAMA SÓ UM SEFIP MELHORADO QUE AO DECLARAR O SALARIO JÁ AUTOMATICAMENTE SERIA DECLARADO O CAGED E A RAIS. MAS NUNCA PENSARAM NISSO…
    MAS SE FOSSE EU CONTINUARIA COMO ESTAVA APENAS FAZENDO A FOLHA DE PAGAMENTO BEM SIMPLIFICADA COM ISSO OS FISCAIS DO TRABALHO DIMINUIRIAM E SÓ FICARIAM OS QUE GOSTAM DE PRESERVAR A EMPRESA PARA DAR EMPREGO POIS EXISTEM ALGUNS QUE TRATAM OS EMPRESÁRIOS COMO BANDIDOS…

  2. Parabéns pelo belo texto colega, realmente se o SPED “devorasse” seus criadores seria otimo, pelo menos nos setiriamos “vingados”.

    Muito bom esse Blog.

    abraço!

  3. Adorei ler este blog.
    Eu tenho uma vontade imensa de empreender, e faço isto. Porém, de uns anos para cá, essa vontade vem arrefeçendo, não porque eu esteja envelhecendo, mas por nao aguentar mais as exigencias fiscal/tributárias que fazem parte desse país. Nem meu contador, que está comigo há 27 anos aguenta mais e pediu demissão. Este governo e esta Receita são BURROS, pois estão matando a galinha dos ovos de outro. Penalizam quem sempre trabalhou direito nos ultimos anos, com exigências e mais exigências, e não conseguem organizar a vida de quem nunca fez algo direito. Assustam as grandes empresas com multas descabidas, como se todos fossem desonestos. Estão expulsando os investidores que querem fazer algo no Brasil. Quando alguem no expterior me pergunta como é abrir uma empresa no Brasil, eu fico com vergonha de dizer a verdade. Mas todos já sabem que a burocracia é enorme aqui. Quem perde? O país, o povo, as industrias, o comercio e está aí o nosso Pibizinho que nao me deixa mentir.
    Gary